História Noticias

Qual é a origem do Saci como mascote do Sport Club Internacional?

Todo grande clube tem um mascote que o representa junto à sua torcida. O Sport Club Internacional tem o Saci, e vamos explicar aqui neste artigo qual a sua origem e os desdobramentos que surgiram ao longo das décadas na História do Sport Club Internacional.

Leia também:

Campeonato Brasileiro 1982 – Internacional 5 x 0 Goiás

Os 20 maiores ídolos do Inter [página História do Sport Club Internacional]

GreNal do Século, o jogo mais emocionante da história do Internacional

Qual é a origem do Saci no folclore brasileiro

Saci-Pererê ou simplesmente Saci é um personagem folclórico originado das tribos indígenas do sul do Brasil. Ele possui apenas uma perna, usa um gorro vermelho e sempre está com um cachimbo na boca. Inicialmente ele era retratado como um curumim endiabrado, com duas pernas, cor morena, e com um rabo.

De acordo com a lenda influenciada pela mitologia africana, o personagem se transformou em um negrinho que perdeu a perna lutando capoeira, trazendo o pito (um tipo de cachimbo) e ganhou da mitologia europeia um gorro vermelho. O saci é muito brincalhão, diverte-se com os animais e com as pessoas, pregador de peças e chega em redemoinhos.

Saci como mascote do Sport Club Internacional

Cogita-se que o Saci tenha sido adotado pelos torcedores provavelmente pelos anos 40, embora que não exista um consenso em relação a época com exatidão. De acordo com Cesar Caramês, do setor de pesquisa histórica do Museu do Sport Club Internacional, tudo teve início quando o Internacional começou a contratar jogadores negros de maneira sistemática, quando estava na transição do futebol amador para o profissional. Com isso, a imprensa passou a associar à imagem de um menino negro. Ainda de acordo com relatos, na Folha Desportiva e no Jornal À Hora, este negrinho era retratado como um pregador de peças.

Jpeg

Por volta dos anos 40, repetidas vitórias do Sport Club Internacional com o Rolo Compressor fizeram com que dirigentes de outros clubes acusassem o Internacional de utilizar magia negra para vencer as partidas. Depois disso, do negrinho para o Saci foi fácil essa transição, que foi amplamente estimulada pelos chargistas dos jornais da época. Na realidade, foi uma resposta ao racismo, transformando a ofensa em um símbolo que perdura até hoje.

Confira logo abaixo algumas versões do mascote Colorado:

Pins representando o Saci colorado da coleção de Ana Maria Bicca

Mesmo sendo amplamente utilizado como mascote ao longo de décadas pelos torcedores, somente em 2016 ele se tornou oficialmente o mascote do Sport Club Internacional, e foi documentado no estatuto do clube.

Polêmica com o Saci

Em 2016, a afiliada da Rede Globo no Rio Grande do Sul anunciou ao final de uma partida de futebol entre Internacional e Juventude a conquista do hexacampeonato estadual do colorado gaúcho com a imagem de um Saci branco, o que gerou muita revolta entre os torcedores Colorados.

Rentería

Ao falarmos no Saci, não poderíamos esquecer de falar em Rentería, que por inúmeras vezes representou o querido personagem ao comemorar os seus gols. O colombiano Wason Rentería reviveu o mascote para a torcida, que ficava em delírio. Ao fazer os seus gols, Rentería saltava em uma perna só, e colocava um cachimbo e um gorro para completar o figurino.

E então, o que achou do conteúdo? Caso queira ler mais sobre o mascote do Sport Club Internacional, confira nossas fontes utilizadas na produção deste artigo, logo abaixo.

Fonte: Brasil Escola, Colecionador de Sacis, Internacional, Memória do Inter

Leave a Reply

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *