História Noticias

A fundação do Sport Club Internacional – o clube do povo

A fundação do Sport Club Internacional foi em 4 de abril de 1909, e tem origem a três irmãos da família Poppe – Henrique Poppe Leão, José Eduardo Poppe e Luiz Madeira Poppe. Os irmãos chegaram à cidade de Porto Alegre na primeira década dos anos 1900, provavelmente em 1908, de acordo com informações oficial do site do Internacional.

Jogador D’Alessandro renova contrato com o Internacional

A fundação do Sport Club Internacional – os irmãos Poppe

Henrique Poppe conseguiu um emprego no comércio de Porto Alegre, mais especificamente no bazar ‘Ao Preço Fixo’, na Rua da Praia, e atualmente Rua dos Andradas em Porto Alegre. Seguindo influência do tio Thomé Castro Madeira, ele filiou-se ao PRR – Partido Republicano Riograndense, que era comandado por Borges de Medeiros. Em seguida tornou-se funcionário da Secretaria do Conselho da Intendência (prefeitura), além de escrever para ‘A Federação’, que era um jornal do PRR. Logo em seguida trabalhou nos jornais ‘Echo do Povo’, ‘O Diário’, ‘Gazeta do Povo’, ‘O Exemplo’ e ainda foi diretor de redação do semanário ‘A Rua’.

os irmãos Poppe

Já em 1908, Porto Alegre estava se modernizando e o progresso avançava rapidamente: bondes elétricos substituíam carroças por tração animal, instalação de iluminação elétrica em todas as ruas do centro, e a grande explosão populacional da capital gaúcha, que subiu de 73 mil habitantes em 1900, para 120 mil. O Estado vivia sob forte influência do positivismo, sendo que um dos dogmas da doutrina é que o indivíduo pode eternizar-se sendo lembrado por sua criação. O governo havia determinado a criação de novos espaços públicos para prática de esporte, para formar jovens para o Exército. Assim que as bases para a fundação do Inter começaram a ser definidas.

José e Luiz, que eram os irmãos mais jovens da família Poppe, como aprenderam a jogar em São Paulo, tinham vontade de jogar futebol, um esporte muito competitivo. Henrique, o irmão mais velho, articulou a criação de um novo clube. Aos 18 anos, João Leopoldo Seferin, que emprestou o porão da casa do pai para a reunião de fundação do Sport Club Internacional, na Rua da Redenção, 141, que é a atual Avenida João Pessoa, aproximadamente pelo número 1.025, foi eleito presidente.

O capitão Graciliano Ortiz foi escolhido então como presidente de honra do Inter. Ele era militar e diretor do Asseio Público e considerado um homem de prestígio juntamente a José Montaury, que era o intendente de Porto Alegre. Através dele, que o Internacional que era recém fundado obteve seu primeiro campo – a Ilhota (Praça Sport Club Internacional). Além de ser o primeiro presidente de honra, Graciliano tornou-se sogro de Henrique, pois em novembro de 1909, Henrique casou-se com sua filha, Maria Conceição Ortiz.

Valdemar Fachel, Antenor Lemos, Luiz Madeira Poppe, Helderberto Mendonça, Adroaldo Fachel, Bejamim Vignoles, Rodolfo Vignoles, Horácio Carvalho, Joaquim Carvalho, José Poppe, Henrique Poppe Leão e João Leopoldo Seferin (presidente)

Valores da Fundação do Sport Club Internacional

O Internacional estava sendo criado para brasileiros e estrangeiros, com uma clara alusão à política de discriminação dos outros dois clubes existentes em Porto Alegre, o Grêmio Foot Ball Porto Alegrense e o Fuss-Ball. Além disso, os demais valores envolvidos entre os jovens que se reuniram para a fundação do Sport Club Internacional eram, na sequência: a prática do futebol, a celebração da própria juventude e a possibilidade de criarem um ‘Club’ onde teriam a oportunidade de manter novos contatos sociais.

Notícia da fundação

A escolha das cores e do símbolo

No carnaval daquele ano, Venezianos e Esmeraldinos inspiraram na escolha da cor da futura camisa do clube. Ou seria vermelha ou verde, como nas roupas do carnaval Através de uma votação, ficou definido que seria vermelho e branco.

Como nasceu o símbolo do Internacional?

O primeiro símbolo do Sport Club Internacional era composto com as iniciais – SCI – bordadas em vermelho sobre o fundo branco, sem a borda também vermelha, que apareceu posteriormente. Na década de 1960 aconteceu a inversão, com a combinação de letras passando a ser branca sobre o fundo vermelho.

A morte do fundador e o seu legado para a história

Antes da morte, Henrique acompanhou o crescimento do Inter, além de vê-lo ser campeão da cidade em 1913, e derrotar pela primeira vez o Grêmio (1915), sendo que tudo isso aconteceu dez meses antes da sua morte. O primeiro clube a ser desafiado pelo Inter, e que havia seis jogos mostrava-se imbatível, enfim, caía. Após seis jogos, com duas derrotas por 10 gols, o Inter goleava o Grêmio por 4 a 1, na Baixada, que era a casa do adversário. Vencia o rival pela primeira vez e iniciava um novo ciclo na sua vida, surgindo o Grenal.

Na edição do jornal “A Rua”, de 1916, que é guardada por Carlos Bandeira Poppe, filho de Luiz Madeira Poppe, confirma a obra de Henrique. A edição foi publicada três dias após a sua morte, aos 35 anos, por uremia (doença provocada pelo mau funcionamento dos rins). Henrique não teve filhos. Ele foi enterrado no cemitério da Santa Casa, na sepultura número 68 do 3° quadro, conforme descrevem registros da época.

Leave a Reply

3 COMMENTS

  1. Na verdade não eram três irmãos e sim dos irmãos e um primo deles, os fundadores idealizadores do Club.
    O nome foi escolhido devido os Poppe serem torcedores do Sport Club Internacional de São Paulo.

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *